terça-feira, 21 de junho de 2016

Em tempos de crise, CRIE!


Ano complicado: milhões de desempregados, empresas fechando suas portas, recessão, encolhimento nos investimentos.... Ano cheio de reviravoltas: delação premiada, processo de impeachment, extinção de ministérios, governo provisório falido... E nós? Como ficamos no meio disso tudo? Nossos planos e sonhos?!
Como sabem, sou uma otimista de carteirinha, e não sou de desanimar fácil, mas confesso que passei por dias não tão coloridos, mas estou me esforçando para colorir- los de novo.

Diariamente somos bombardeados por notícias desanimadoras acerca do futuro, mas apesar da especificidade de cada realidade e da ambição/desejo de cada um, não podemos (nem devemos) nos deixar levar por essa maré derrotista. Apesar das inúmeras dificuldades é no momento de crise que o inesperado acontece. Em momentos de dificuldades somos obrigados a repensar nossas atitudes, a reutilizar, a economizar ... e nesse movimento de reavaliação, é que as oportunidades aparecem. Seja um curso que nunca havíamos dado importância, a idéia de abrir um negócio próprio, iniciarmos uma dieta e uma mudança radical nos hábitos alimentares, incluir exercícios, se tornar voluntário em algum projeto social.... Enfim, podemos e devemos abrir o campo das ideias e perspectivas, sair da caixinha da comodidade.


Para essa e tantas outras situações de nossas vidas, o primeiro passo é parar e dar aquela respirada profunda, colocar a massa cinzenta para trabalhar e produzir idéias (se esse momento de divagação puder vir acompanhado de uma panela de brigadeiro.... perfeito né :p).
Mas falando sério, pegar um pedaço de papel e usar uma técnica chamada de Brainstorm (http://www.significados.com.br/brainstorming/), escrever no topo o problema/plano/sonho (dificuldade de encontrar um emprego, entrar na faculdade, ganhar dinheiro para comprar/pagar algo .... são muitos eu sei, mas nada de deixar o desânimo te dominar) e no corpo da folha de papel ir listando as possibilidades de resolve-lo, buscar alternativas e idéias. Isso pode auxiliar a enxergar o problema na real dimensão dele, tirar do MACRO e trazer para o mundo real. nos permitindo encontrar alternativas que até então não conseguimos perceber. Eu comecei a ganhar o meu dinheirinho dando aulas particulares, depois passei a fazer bijuterias, bonecas de lã e apesar de ser pouquinho, eu tinha a sensação maravilhosa de "independência" de poder comprar minhas coisas e planejar outras mais.

Atualmente estou sem trabalho, mas como não consigo ficar parada em casa eu parti para o mundo dos doces. Comprei um curso de bolo no pote na internet, gostei, depois comprei outro curso, de cupcakes, e comecei a testar as receitas no início deste ano para ver se realmente tinham saída. No começo passei por alguns perrengues para produzir os bolinhos, pois a pessoa que me ajudava não estava muito afim de fazer, daí eu ficava sem ter como fazer. Agora as coisas parecem que estão caminhando bem, encontrei uma outra pessoa para me ajudar, tenho conseguido vender direitinho, os bolinhos tem conquistado compradores fiéis e já não sofro tanto para pagar a ajudante kkkkkkkkk Meu irmão, criou a minha logomarca, meus bolinhos são chiques tá kkkkk É muito legal poder trabalhar com algo seu, ver e fazer crescer do seu jeitinho. Escolhi os bolinhos e cupcakes, por adorar cozinhar, apesar de não poder fazer minhas gororobas tanto quanto gostaria (minha cozinha e minha distrofia teimam em querer limitar minhas vontades, mas coitadinhas delas que não conseguem e vou assim mesmo kkkkkk) e quando vou pra cozinha faço muita coisa boa, sem falsa modéstia. Falo que eu "uso" as mãos de outra pessoa para poder transformar meus pensamentos gordos kkkkkkkkk.

Já compartilhei de vários links de cursos, instituições e sempre que posso trago essa temática a tona pois sei o quão difícil é o processo de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Vejo muito potencial, pessoas interessantes e inteligentes que são menosprezadas por possuírem algum tipo de limitação, como se no UNIVERSO só existissem pessoas perfeitas que possuem de TODAS as habilidades e capacidades. Buscar orientação, usar os canais e ferramentas que dispomos (amigos, vizinhos, familiares, internet...) para tentar tornar as nossos sonhos mais possíveis. Sei que nem tudo pode ser realizado, mas nem por isso devemos deixar de tentar. Para aqueles que como eu gostam de cozinhar, o youtube dispõe de vários canais de culinária que dão receitas simples e que podem rendem uma graninha extra. Tem também vários cursos de artesanato, tem o Pinterest cheio de dicas sobre tudo.

Não se deixem desanimar, levantem a cabeça, tenham orgulho de onde conseguiram chegar e não deixem de desejar, de querer ir além. Porque cedo ou tarde vamos chegar, nem que seja numa fotografia :p Somos abençoados e possuímos um potencial sem limites, basta acreditar e querer!

Um beijo grande e inté mais!
=)




2 comentários:

  1. Olá, Wivian!

    Eu fico deprimida quando vejo os noticiários.

    Mas felizmente, eu observo, que muita coisa boa tem sido desenvolvida pelas pessoas.

    A questão da acessibilidade tem ganhado cada vez mais um destaque importante. As legislações a respeito nos ajudam a cobrar o acesso aos prédios, aos transportes públicos, à cultura, à educação.

    Claro, há muito a ser feito.

    Este blog de vocês é um ótima contribuição de cidadania também. Eu gosto muito.

    Tenho miastenia gravis - doença autoimune, neuromuscular.

    Nos últimos nove meses, tenho experimentado uma melhora bem importante.

    Quero compartilhar com vocês:

    http://fundodasaguas.blogspot.com.br/2016/06/miastenia-gravis-e-alimentacao-viva.html

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Letícia, que bom que nossas loucuras e conversas tem podido contribuir de maneira positiva a sua vida. A vida é coisa simples de viver, e cabe a nós manter a força de vontade para seguir.Os avanços estão acontecendo e pouco a pouco vamos ganhando espaço. O que sempre frisamos aqui é que não podemos desanimar, NUNCA! Vou dar uma olhada agora nesse teu link ;) No mais, fique a vontade para nos visitar e puxar assunto. Beijão e tudo de bom ;)

      Excluir