sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Lazer acessível

Tem coisa melhor do que curtir com os amigos!? Poder ir ao shopping e pegar aquele cineminha... Dar uma volta na praia, tomar um banho de mar, ou só ficar ali olhando as ondas e as pessoas passarem!? Coisas simples, mas pra lá de prazerosas que tornam a vida mais leve e mais bonita, mas isso muitas vezes não é possível a maioria de nós, pessoas com deficiência. Mas por que!? Porque além das limitações físicas ainda temos que lidar com as urbanas?

Sempre postamos algo sobre lugares inacessíveis, mostramos alguns casos que de tão absurdos chegam a ser engraçados (a Lú que o diga kkkkkkkkkkkkk), mas hoje vim mostrar alguns projetos voltados para o lazer e turismo acessível que estão sendo realizados em alguns estados do nosso país. São ideias inovadoras e que necessitam de parcerias para poder atingir um número maior de pessoas. Ainda não tive a oportunidade de conhecê-los, mas logo logo irei pois, são muito interessantes e quero mostrar na prática a acessibilidade de cada um (diga-se de passagem vocês serão a desculpa perfeita que eu preciso pra curtir tudo kkkkkkkkkkkkkkkkkk).


Esta ONG existe há mais de 15 anos e é daqui de Recife, a Associação Rodas da Liberdade começou sua atuação em 1995 sempre exercendo atividades ligadas às pessoas com deficiência. Desde então, vem proporcionando ajuda a essas pessoas através de Tecnologia Assistiva, concedendo cadeiras de rodas e diversos tipos de materiais ortopédicos. Além disso, promoveu eventos ligados à cultura, esporte e arte, visando a integração de todos à sociedade. Situada em uma das mais belas praias do Brasil, a praia de Porto de Galinhas (é verdade gente, quem puder vir conhecer não vai se arrepender. É o paraíso!), a ONG oferece uma variedade enorme de lazer e prática de esportes. Conta também com uma relação com bugueiros, pousadas e hotéis, com acessibilidade para pessoas com alguma limitação física. Eles trabalham com categorias de classificação de grau de acessibilidade. Vou disponibilizar pra vocês o material que ele nos enviou. Eu e as meninas ainda vamos lá conferir!!! 


Outra ONG com uma atividade muito interessante é a ADAPTASURF. A ADAPTSURF é uma associação sem fins lucrativos que promove a inclusão e integração social das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, garantindo igualdade de oportunidades e acesso ao lazer, esporte e cultura, através do contato direto com a Natureza. “Nossa proposta é desenvolver e divulgar o surf adaptado para pessoas com deficiência, lutar pela preservação da Natureza e por melhorias na acessibilidade das praias. Acreditamos que o surf pode ser uma excelente ferramenta nas questões sociais, culturais e ambientais por se tratar de um esporte saudável, democrático e de interação total com a Natureza” é o que afirma a ONG em seu site.




Uma iniciativa muito parecida com a do Adapta Surf foi recém inaugurada nessa semana aqui em Pernambuco. É um programa realizado pela Secretaria de Turismo de Pernambuco, o Praia sem Barreiras, e disponibiliza toda uma estrutura para o livre acesso as praias. Inicialmente foi lançado em Fernando de Noronha (outro paraíso gente!!!!), mas tem a perspectiva de ampliar para mais praias do litoral pernambucano (ameiiiiiiiiiiiiiiiiii isso kkkkkkkkkkkkkkkk). Nosso estado (falo nosso porque eu e a Lú somos Pernambucanas tá kkkkkkkkkk) tem um litoral imenso, e uma das muitas opções de lazer e turísticas que temos e que antes ficava ainda mais limitada a alguns.

Os shoppings centers daqui a um bom tempo disponibilizam cadeiras manuais e motorizadas para os clientes, banheiros espaçosos e em maior quantidade (antes você andava o shopping todo pra poder ia ao banheiro, era um caso sério!). Os cinemas também têm disponibilizado lugares reservados para os cadeirantes e seus acompanhantes, mas o que pega mesmo é a falta de respeito e educação das pessoas. Não respeitam os espaços reservados, e quando questionados por estarem ocupando o lugar errado, soltam graça e respondem com grosseria. A estas pessoas eu só digo uma coisa: “Só lamento por não ter nascido linda, simpática, atraente, inteligente e ainda por cima sou PREFERENCIAL, tá!” kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Brincadeira gente, não perco meu tempo dando satisfação a esse tipo de pessoas. Só peço que tratem de abrir a mente e ver a sua volta, a realidade é outra e muito interessante. Basta se dar a oportunidade de aprender.

Estes foram apenas alguns bons exemplos de iniciativas inclusivas não apenas ao lazer, mas a sociedade como um todo. Como prometido vou disponibilizar os sites e links de contato com esses projetos para quem quiser entrar em contato e conhecer mais, além de ir conferir e curtir.
Beijão e inté mais

=)


Links:





PS: Agradecimento a ajuda pontual do Henrique Melo ;)















3 comentários:

  1. Postagem interessante. As pessoas por terem alguma deficiência não precisam ficar paradas, afinal elas estão na sociedade e devem ser felizes, fazer da vida um momento de descontração, mesmo com as dificuldades. Wivian você é demais!. weldes, amigo de wivian.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Wel!! O lazer é um Direito de todos. Beijoo

      Excluir
  2. É tão bom ver a consciência do Artigo 30 da Convenção sobre os direitos das Pessoas com Deficiência. Estamos tentando fazer igual no blog Rio 2016 - http://www.rollingrains.com/rio_2016/

    Vou tentar passar por Porto de Galinhas de novo na minha volta em maio.

    ResponderExcluir